LOCAL!

 

 

 

A simpósio ocorrerá no Salão de Convenções da UFLA.

 

As oficinas Ocorrerão:

Flebotomíneos: Sala 11 Preventiva/DMV

Noções de educação em Saúde no Contexto da Saúde Publica: Sala 3 Pavilhão 8

Citometria de Fluxo: Sala 6 Fisiologia/DMV

 

 

 

 

 

Apresentação

 

O termo "doença negligenciada" data da década de 70 e refere-se a doenças causadas por agentes infecciosos e parasitários. Essas doenças, em sua maioria, constituem graves problemas de saúde pública e tendem a ser endêmicas em populações de baixa renda, como é o caso da Doença de Chagas, Doença do Sono, Leishmanioses, Malária, Febre Amarela, Tuberculose, entre outras.

 

O termo "negligenciada" deve-se ao fato de que tais doenças não despertam o interesse econômico das grandes indústrias farmacêuticas, para a produção de medicamentos e vacinas. Além disso, a pesquisa neste setor não conta recursos suficientes, o que gera a escassez dos métodos de profilaxia disponíveis em todo o mundo.

 

No Brasil, as doenças negligenciadas também sofrem com uma disponibilidade de recursos aquém do necessário ao seu controle. Nesse sentido, é um desafio para a comunidade científica brasileira criar meios de se diagnosticar, tratar e superar tais doenças com os orçamentos destinados ao setor.

 

Em sua segunda edição, com o tema "ATUALIDADES", o simpósio vem  com a proposta de discutir esse tema tão importante! Pesquisadores de renome internacional irão ministrar palestras, mesas redondas, conferências e oficinas.

 

Acreditamos que uma importante forma de prevenção e controle é a INFORMAÇÃO.

 

Para sediar o evento, apresentamos a UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS, instituição que tem se destacado em diversas avaliações nacionais em razão das ações do Plano Ambiental e Estruturante, iniciado em 2009. Idealizado pelo então pró-reitor de Planejamento e Extensão e atual reitor, professor José Roberto Scolforo, a criação da Diretoria de Meio Ambiente, na qual está vinculada a Coordenadoria de Prevenção de Endemias, foi definida como uma das ações prioritárias do Plano Ambiental.A Coordenadoria é responsável por um controle sistemático de prevenção de zoonoses e endemias, como dengue, raiva, doença de Chagas, leishmaniose, enteroparasitoses, angiostrongilose, entre outras. Conta com o envolvimento de professores, servidores técnicos administrativos e a contribuição de estudantes para a realização de um trabalho preventivo de identificação de problemas, avaliação dos riscos e apresentação de soluções estratégicas.

 

Além disso, o Plano Ambiental tem se tornado referência para outras instituições públicas e privadas do País. Destacam-se a implantação de Programa de Gerenciamento de Resíduos Químicos, tratamento dos resíduos sólidos, saneamento básico, Estação de Tratamento de Esgoto, construções ecologicamente corretas, proteção de nascentes e matas ciliares, prevenção e controle de incêndios e uso racional de energia.

 

Venha conhecer a UFLA e participar deste importante momento de discussão.

 

 

 

ÚLTIMOS DIAS

INSCREVA-SE JÁ!

 

Maiores informações, entre em contato conosco!

 

© 2014 por BIOPAR. Orgulhosamente criado por Wix.com

REALIZAÇÃO

APOIO

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now